segunda-feira, dezembro 11, 2017

O quadro maldito: parte:07

Fonte da imagem: Fatos Desconhecidos
  - Exato.
   - Cara, é impossível. O Edu fica olhando a pintura do quadro.
   - Vamos ter essa conversa na sala - disse o Edu.
   - Me parece uma boa ideia.
   Nesse momento os dois vãos para a sala.
   - Aqui, eu acho que é um lugar seguro para a gente conversar - Disse o Edu.
   - Meu deus não pode ter sido o quadro.
   - Ok, vamos pensar no que poderia ter sido.
   - Isso é muito parecido com os filmes de terror.
   - Você estar falando, que mais tarde a gente descobre que foi o quadro mesmo.
   - Bem desse tipo.
   - Cara, mas não estamos em um filme.
   - Mas isso não deixa de ser tão estranho quanto.
   - Nesse ponto você tem razão.
   - Mas se foi o quadro, como diabos ele se tornou uma coisa maligna.
   - Será que foram alienígenas?
   - Alienígenas?!
   - Estamos falando de um quadro que estar matando pessoas, é tão ridícula assim em pensar que podem ter sido alienígenas, qualquer coisa pode acontecer ou já ter acontecido com aquele quadro.
   - Neste caso você tem razão.
   - Você já checou o histórico desse quadro?
   - Eu cheguei a perguntar, mas ninguém parece saber o histórico dele.
   - Eu tive uma ideia.
   - Qual seria?
   - Você sabe o homem que morreu, vamos até ele, vemos quem ele é pela identidade dar carteira daí nós verificamos o que aconteceu com ele, assim poderíamos ter uma pista do que estar acontecendo.
   - Ok, vamos verificar o corpo. Os dois vãos para o corredor e se surpreenderam, o corpo daquele homem não estava mais lá, eles ficaram olhando de um lado para o outro e nada.

                                                                 Continua...


Você pode ver a parte anterior: parte 01, parte 02, parte 03, parte 04, parte 05, parte 06

sexta-feira, dezembro 08, 2017

O quadro maldito: parte:06

Fonte da imagem: Fatos Desconhecidos

  - Não fui eu.
   - Então o que foi que aconteceu?
   - Ele invadiu a casa, e depois foi para o corredor...
   - E...
   - "Eu sei o que você fez".
   - Do que você estar falando?
   O Roberto anda e fica de frente para o quadro.
   - Eu sei o que você fez.
   - Está ficando maluco?!
   - Foi o que ele disse “Eu sei o que você fez".
   - Ele falou para você isso?
   - Eu achava que foi.
   - Então para quem poderia ter sido?
   - Eu acho que foi para o quadro.
   - Cara, você esta vendo muitos filmes de terror.
   - Estou falando sério.
   - Eu sei, mas mesmo assim é difícil.
   - Você acha que eu não sei disso?
   - É eu sei.
   - Nem estou acreditando no que eu estou dizendo.
   - Olha isso é só um quadro - Edu aponta para o quadro. - Eu sei, mas...
   O Edu pega o quadro e coloca ele lá fora, eles vão para a sala e ficam conversando por pelo menos duas horas, e quando vão para o corredor levam um susto, o quadro estava no corredor, o local onde estava inicialmente, Edu aponta para o quadro assustado.
   - Cara, cara, cara...
   - Ele fica cutucando o ombro do Roberto.
   - Como foi que, que, que...
   - Isso aconteceu?
   - Exato.
   - Será que alguma outra pessoa invadiu a sua casa?
   - Invade a casa só para colocar o quadro dentro?!
   - Cara, eu só sei que eu deixei essa coisa lá fora.
   - Não acha que foi...
   - Você estar falando do quadro?

                                                                               Continua...


Você pode ver a parte anterior: parte 01, parte 02, parte 03, parte 04, parte 05

quinta-feira, dezembro 07, 2017

O quadro maldito: parte:05

Fonte da imagem: Fatos Desconhecidos

  - Falou.
  - Falou.
  Roberto desliga o telefone, depois olha para o quadro.
  - Você é só um quadro.
  Duas horas depois, ele volta para casa, com duas sacolas cheias de cerveja, já estava colocando elas na geladeira.
  - Você esta aí? - Uma voz que veio no corredor.
  Ele olha para o corredor e não ver ninguém.
  - Deve ser coisa da minha cabeça.
  Continuou colocando as cervejas, uma pessoa de barba preta, um machado invade a casa, usava um chapéu vermelho.
  - Eu sei o que você fez - Disse o homem.
  - Do que... - Disse o Roberto chocado com a situação.
  O homem vai em direção ao corredor.
  - Eu vou chamar a polícia - Disse o Roberto.
  Roberto fica discando os números, escuta o som, de algo caindo no chão, olha para o corredor, e o homem estar morto no chão com o pescoço quebrado.
  - Mas o que?
  Ele vai andando com cautela, em direção a onde o homem estava, viu que o homem morreu bem em frente ao quadro.
  - Você fez isso?
  Ele fica encarando o quadro por um tempo e nada acontece.
  - Meu deus o que estar havendo?
  O Edu entra na casa, ele tem barba por fazer, cabelos cumpridos e pretos, com camisa que tem um desenho, e calça jeans. Entra na casa e fica olhando a porta.
  - Cara, o que foi que aconteceu aqui?
  - Edu o que...
  - Quem quebrou a sua porta?
  Por um momento ele olha para a pessoa morta no chão e imediatamente entra em pânico.
  - Que diabos foram isso? - Ele aponta para o corpo morto.
  - Você não vai acreditar.
  - Cara, você matou ele?

                                                                               Continua...





Você pode ver a parte anterior: parte 01, parte 02, parte 03, parte 04

quarta-feira, dezembro 06, 2017

O quadro maldito: parte:04

Fonte da imagem: Fatos Desconhecidos

  Dez meses se passaram, e uma nova pessoa se interessa em comprar a casa, ele notou o quadro, tinha achado o quadro medonho, mas não se importou em ficar com aquilo na casa, achou que seria uma boa maneira de assustar os convidados.
  Uma coisa que ele adora é ver é filme de terror, por isso uma coisa que sempre o atraiu, era quadros como aquele, teve uma pequena fascinação por aquela pintura não parava de imaginar quem poderia ser o pintor daquilo, mas quando mais ele procurava não encontrava nada sobre ele. Ele é Roberto Tous tem cabelos pretos, sempre usa camisa preta, ficava usando calças marrons. Ficou olhando para o quadro.
  - Quem fez você?
  Ele ficou encarando aquela obra estranha, ficou olhando por um tempo, o telefone toca e leva um susto.
  - Maldito telefone.
  Ele olha de relance para o quadro, ele dar um pequeno sorriso, depois vai em direção ao telefone, relaxou um pouco, atendeu ao telefone.
  - Alô.
  - Ei cara sou eu - Disse a voz no telefone.
  - Fala Edu.
  - Ei cara como vai a nova casa?
  - Estar indo tudo bem, umas mil maravilhas.
  - Cara, quando você vai dar uma festa?
  - Eu não sei cara.
  - Vamos lá, é a primeira vez que você estar morando sozinho.
  - É eu sei disso.
  - Então...
  - O negócio é que a minha mãe e meu pai não estão mais aqui, para limpar a bagunça da festa.
  Enquanto estava conversando, olhou para o quadro, e viu a imagens das partes humanas do quadro se mover, ele leva um grande susto e derruba o telefone no chão.
  - Mas que merda foi essa!-Disse ele olhando para o Quadro.
  Ele olhou o telefone e pegou ele que estava no chão.
  - Cara, o que foi isso? - Disse o Edu.
  - Nada não - Falou o Roberto tentando se acalmar.
  - Você parece que levou um baita susto.
  - Não me diga!
  - Você viu uma barata foi?!
  - É este quadro que veio com a casa.
  - Como um quadro te deu um susto?!
  - Não importa, é melhor vim com a galera hoje.
  - Ok, não se preocupe.

                                                                        Continua...



Você pode ver a parte anterior: parte 01, parte 02, parte 03

terça-feira, dezembro 05, 2017

O quadro maldito: parte:03

Fonte da imagem: Fatos Desconhecidos

- Será que eles descobriram quem foi que fez isso?
- Sabe de uma coisa.
- O quê?
- Vamos comprar essa casa e nos livramos dessa coisa.
- Que boa ideia.
- Deve ter alguém que goste disso.
- Tem razão.
- Eu vou falar para ela que queremos a casa.
Ela saiu do lugar e foi falar com a mulher, tinha falado que iria ficar com a casa, depois da conversa voltou em direção ao marido, mas quando chegou ao lugar viu uma coisa aterrorizante, o Felipe Charles no chão com o pescoço quebrado, a esposa só teve uma reação que foi gritar, por causa do medo que sentia naquele momento, se encostou na parede, vira para o quadro assustada e encara ele.


Você pode ver a parte anterior: parte 01, parte 02

segunda-feira, dezembro 04, 2017

O quadro maldito: parte:02

Fonte da imagem: Fatos Desconhecidos

- Quem diabos fez você? - Disse o Felipe olhando para o quadro. Por um segundo, ele estava conseguindo ver partes dos corpos que estava no quadro, se mexendo, isto fez com que tomar-se um susto, se inclinou para trás instantaneamente, deu alguns passos para trás, uma das reações dele foi colocar a mão na boca, de tão chocado que ele ficou, mas depois um pensamento veio na cabeça, e se o quadro tem algum tipo de tecnologia, que faz com que pareça que alguma parte da pintura se moveu, ele não acredita em nada que seja sobrenatural, apesar de não acreditar, foi hesitante em direção do tal objeto misterioso.
Estava vendo a tal obra, se perguntando se aquilo era mesmo comum, ou se ele tinha alguma coisa á mais para fazer um efeito nele, mas quando chegou perto, conseguiu ver as partes do corpo se movendo, isto fez com que tomar-se um susto que fez com que cair-se no chão, tentou ficar calmo.
- Que susto você me deu, seu quadro maldito!
Ele dar uma risada, depois se levanta, a mulher dele aparece correndo no quarto, indo em direção á ele.
- Você estar bem? - Disse ela olhando para ele.
- Sim, estou, é que as figuras desse quadro se mexeram.
Ela olha para onde o marido falou e fica confusa.
- Este quadro parece ser normal para min.
- Deve ter algum tipo de mecanismo ou algo do tipo, que faz com que pareça que as imagens da pintura se movimentem.
A Armanda ficou olhando mais de perto.
- Não estou vendo nada se mexer - disse ela.
- Eu acho que você deve ficar encarando , por um bom tempo.
Ela fica um tempinho encarando ele e nada.
- Tem certeza que se moveu - Ela olhou para o Felipe.
Ela voltou a encarar a tal pintura, e as partes do corpo começaram a se mover.
- Estou vendo ele se mexer.
Ele chegou perto dela, colocando a mão no ombro da esposa.
- Me diga o que ela sabe sobre este quadro? - Disse ele.
- Ela disse que os donos da casa já compraram essa casa com o quadro dentro.

                                                      Continua...

Você pode ver a parte anterior: parte 01

sexta-feira, dezembro 01, 2017

O quadro maldito: parte:01

Fonte da imagem: Fatos Desconhecidos


  Felipe Charles estava querendo comprar uma nova casa, ele estava com a sua esposa Armanda, uma mulher de cabelos longos e loiros, nesse momento estava com um grande sorriso, porque estava adorando todos os objetos que tinha nela, a casa tinha sofá e tudo, Felipe estava gostando de tudo que conseguia ver, ficava achando tudo uma maravilha, até ele ver um quadro, que nela tinha uma imagem de partes de pessoas cortadas, quando viu esse quadro imediatamente se assustou, era de um horror que não conseguia dizer uma palavra.
  - Querida, olhe isso - Disse o Felipe apontando para o quadro assustado.
  Ela estava olhando para tudo de olhos cheios, porque estava feliz com tudo que estava vendo, foi na direção do marido, dando um beijo na boca dele.
  - O que foi querido? - Disse a Armanda.
  - É esse quadro - Disse ele.
  Ela ficou olhando para o quadro, e fica espantada.
  - Meu deus que quadro horrível - ela falou isso colocando a mão na boca.
  - Eu sei é muito horrível.
  - Deve ser uma nova forma de arte.
  - Pode até ser.
  Ele ficou olhando para o quadro, tentou ver alguma coisa que goste, para não dizer que acha essa pintura simplesmente horrível.
  - Pode até ser, mas eu não gosto.
  A mulher dar uma olhada na obra assustadora, para ver se conseguiria ver a assinatura de quem tinha feito isso, essa arte abominável.
  - Engraçado - disse ela.
  - O quê?
  - Não tem assinatura.
  - Bem, deve ser dos donos dessa casa.
  - Eu vou perguntar.
  - Ok, eu vou ficar olhando isso. A ela foi procurar a mulher da imobiliária, estava querendo tirar algumas dúvidas que tem sobre aquele quadro que fica mostrando partes humanas, ela tinha que tirar essa dúvida da cabeça porque sabe que se não tirar essa vai ficar na cabeça dela, por um bom tempo.    Armanda estava saindo do local.

                                                                  Continua....